Notícia publicada às 09:16:12 - 03/08/2017 e lida: 1945 vezes   
    
  
  
Homem que tentou matar a tiros borracheiro é preso pela PM de Vilhena
Na delegacia ele tentou fugir pelo forro.

Homem que tentou matar a tiros borracheiro é preso pela PM de Vilhena
Homem que tentou matar a tiros borracheiro é preso pela PM de Vilhena
Foto: Carlos Mont Serrat

Por
Redação

Após uma operação da Polícia Militar registrada na tarde desta quarta-feira, 02 de agosto, em uma residência localizada na rua 803 do bairro Alto Alegre, no setor 08, em Vilhena, um dos acusados tentou fugir da delegacia e acabou caindo.

Everton Willian Marcelino, de 22 anos, vulgo “Queijinho” havia sido preso durante uma operação que contou com o apoio do helicóptero do Núcleo de Operações Aéreas (NOA), ocasião em que a traficante Melissa Karolaine Assunção Araújo, de 18 anos, acabou presa com drogas e balança de precisão.

No momento em que os policiais militares faziam o registro da ocorrência na sala da PM na Delegacia de Polícia Civil, “Queijinho” subiu na alça de ferro que fica dentro da salinha dos detidos e alcançou o alçapão do forro e tentou fugir, mas o forro cedeu e ele acabou sofrendo uma queda, apresentando diversas escoriações nas costas, costelas e pelo corpo.

Ele é suspeito de tentar matar a tiros o borracheiro Jocemar Vilaca dos Santos, de 30 anos, ocorrida no último dia 4 de junho, em frente a borracharia DM, localizada na avenida Mato Grosso, no bairro Embratel, setor 06, em Vilhena.

Após passar por procedimentos médicos no pronto socorro do Hospital Regional, Everton foi novamente apresentado na delegacia, onde foi preso por força de um mandado de prisão, sendo entregue no presídio Cone Sul. Queijinho confessou ter atentado contra a vida do borracheiro.

Homem que tentou matar a tiros borracheiro é preso pela PM de Vilhena

 

FONTE: Repórter Calos Mont Serrat

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.