Notícia publicada às 23:19:17 - 17/07/2017 e lida: 6849 vezes   
    
  
  
Servidor da SEFIN é socorrido com traumatismo após ser atacado com pauladas em Vilhena
O auditor fiscal estava inconsciente e foi encaminhado em estado grave

Servidor da SEFIN é socorrido com traumatismo após ser atacado com pauladas em Vilhena
Servidor da SEFIN é socorrido com traumatismo após ser atacado com pauladas em Vilhena
Foto: Carlos Mont Serrat

Por
Redação

A tentativa de homicídio foi registrada na noite desta segunda-feira, 17 de julho, na avenida Mato Grosso, no bairro Embratel, no Setor 06, em Vilhena.

As informações dão conta de que o auditor fiscal, identificado como José Jordane Soares, de 53 anos, pertencente ao quadro permanente de pessoal civil do Estado de Rondônia, lotado na Secretária de Estado de Finança (SEFIN/Vilhena-RO), teria acabado de chegar em frente à casa da namorada, que não teve o nome revelado, quando dois homens se aproximaram e de posse de pedaços de madeira passaram a agredi-lo.

Sua namorada ouviu os gritos, e ao perceber que o mesmo estava sendo agredido ficou com medo de sair, mas acionou a Polícia Militar através do 190 da Central Integrada de Operações (CIOP). Alguns minutos depois, ela correu para rua, ao ver que vizinhos já socorriam o auditor fiscal.

Rapidamente a unidade de resgate do Corpo de Bombeiros chegou ao endereço, juntamente com guarnições da Polícia Militar, sendo constatado que José Jordane apresentava traumatismo craniano encefálico (TCE), além de diversos ferimentos, provocados pelas agressões.

O auditor fiscal estava inconsciente e foi encaminhado em estado grave, com sério risco de morte ao pronto-socorro do Hospital Regional. Ele sofreu uma parada cardíaca durante o atendimento médico e respira com a ajuda de aparelhos. José Jordane será transferido para Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Regional e poderá ser transferido para o Hospital Heuro, na cidade de Cacoal.

A namorada do auditor fiscal disse não saber os motivos de José Jordane ter sofrido o atentado, e que não sabe se o mesmo vinha sofrendo ameaças. Ainda segundo a namora, já se fazem três anos que ela está separada e que por isso, não acredita seu ex possa ter ligação com o atentado.

Radiopatrulhas da Polícia Militar seguem em diligências, mas o caso ainda é um mistério a ser desvendado. A ocorrência será registrada na Delegacia de Polícia Civil e o Setor de Investigação e Captura (Sevic) do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) deverá investigar detalhes da tentativa de homicídio contra o auditor fiscal.

 

 

FONTE: Repórter Calos Mont Serrat

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.