Notícia publicada às 12:06:31 - 15/07/2017 e lida: 25540 vezes   
    
  
  
CASO JÉSSICA: mãe de jovem morta por namorado está visitando acusado na cadeia
Jéssica foi morta no mês de abril, após ser atraída até uma casa pelo primo do suspeito, diz polícia. Na residência, dupla teria planejado que jovem confessasse traição, em Cerejeiras (RO).

CASO JÉSSICA: mãe de jovem morta por namorado está visitando acusado na cadeia
CASO JÉSSICA: mãe de jovem morta por namorado está visitando acusado na cadeia
Foto: Reprodução

Por
Redação

A advogada do suspeito de ter matado a namorada em um "teste de fidelidade" disse nesta semana que a mãe da vítima está visitando o ex-genro na cadeia por acreditar na inocência dele, em Cerejeiras. Conforme a Polícia Civil, Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, foi morta a facadas em abril e os dois principais suspeitos do crime são Ismael Silva, ex da jovem, e Diego de Sá Parente, primo de Ismael.

Procurada pela reportagem nesta sexta-feira (14), a mãe de Jéssica confirmou que ela e a família não acreditam que Ismael atraiu Jéssica até uma casa, para um suposto teste de fidelidade, e depois a matou.

“Acredito que ele seja inocente e outra pessoa a matou", afirma.

Segundo a Polícia Civil, Ismael, namorava Jéssica na época do crime. No dia da morte, Jéssica teria sido atraída até uma casa da cidade por Diego, primo de Ismael. Lá ele fez um 'teste' para que a jovem falasse se já tinha traído o companheiro.

Após confessar uma suposta traição, Ismael, que ficou na casa escutando a conversa, teria aparecido e dado um golpe na cabeça da namorada e depois a esfaqueado várias vezes. O corpo da jovem foi achado quatro dias depois.

Em entrevista, a advogada de Ismael, Shara Eugênio de Souza , disse que a mãe da vítima passou a visitar o ex-genro na cadeia frequentemente e isso prova que ele é inocente quanto ao homicídio.

“A mãe não entende porque a prisão de Ismael está sendo mantida, já que comprovado que não tem nenhuma participação nos crimes e que as acusações de Diego são levianas e fantasiosas. Mais parecendo coisa de filme, que inclusive foram desmentidas pelo próprio Diego e pelas investigações”, afirma.

Shara afirma ainda que todos os fatos dão a isenção de Ismael na morte de Jéssica.

“Desde a prisão de Ismael até ao presente momento não existem indícios de autoria ou participação de Ismael nos crimes de homicídio e ocultação de cadáver. Quando fui contratada nessa causa tive aval dos pais de Jéssica, que pediram para defendê-lo, pois sabem que ele é inocente e jamais faria isso com a filha deles”, ressalta.

Audiência

A Justiça de Rondônia marcou para 23 de agosto a audiência de instrução de Ismael José da Silva e Diego de Sá Parente, acusados de matarem a jovem Jéssica Moreira Hernandes em um suposto 'jogo de fidelidade'.

Na ocasião ocorrerão esclarecimentos do perito e assistentes-técnicos, o depoimento pessoal do autor, depoimento pessoal do réu, oitiva de testemunhas e alegações finais, sem contar a possibilidade de sentença também em audiência.

O advogado de Diego,até o fechamento desta matéria não estava ciente da audiência.

Ismael e Diego seguem presos na Casa de Detenção de Cerejeiras desde a época do crime.

 

leia mais

Justiça marca audiência de acusados pelo assassinato de Jéssica Hernandes em Cerejeiras

MP pede acesso à quebra de sigilo telefônico de Diego Parente para apurar real participação dele no assassinato de Jéssica

Advogada pede revogação da prisão de Ismael e diz que irá “provar a inocência” dele

Namorado e primo são indiciados por homicídio e ocultação de cadáver

 

 

 

FONTE: G1/Cone Sul

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.