Notícia publicada às 18:12:00 - 27/06/2017 e lida: 2668 vezes   
    
  
  
Árbitro escolhido para apitar 1ª partida da final preocupa torcedores do Barcelona
Real Ariquemes e Barcelona entram em campo às 16h00 de sábado, 1º de julho, no estádio Valério Gentil em Ariquemes.

Árbitro escolhido para apitar 1ª partida da final preocupa torcedores do Barcelona
Árbitro escolhido para apitar 1ª partida da final preocupa torcedores do Barcelona
Foto: Assessoria - Barcelona

Por
Renato Spagnol

A Comissão de Arbitragem da Federação de Rondônia, escolheu o árbitro Maicon Pessoa de Souza (CBF), de Ariquemes, para apitar a primeira partida da final do Rondoniense 2017 entre Real Ariquemes e Barcelona.

A comissão também definiu como assistentes, os árbitros Adenilson de Souza Barros (CBF), Reginaldo Alves de Mello (FFER), Jonathan Antero Silva (CBF), além do assessor de arbitragem Jose Carlos Sana e do delegado da partida, Almir Belarmino Caetano.

A escolha de um árbitro de Ariquemes, mesma cidade do Real que disputa a final do campeonato, causou estranheza em alguns torcedores do Barcelona.

O torcedor Ronaldo Goes Gonçalves ataca a federação e diz que a escolha pode ser “tendenciosa”. “Uma partida como essa precisa de isenção. O correto seria a escolha de um árbitro neutro”, disse Ronaldo.

Para o promotor de eventos Guilherme Augusto Pereira, a escolha do árbitro poderá influenciar no resultado do jogo.

Perguntado pela reportagem do VILHENA NOTÍCIAS se a escolha do árbitro Maicon Pessoa preocupa, o técnico do Barcelona, Tiago Batizoco, respondeu: “O meu foco é com a equipe, e tenho convicção que a Comissão de Arbitragem da Federação é experiente, e sabe o que está fazendo e nós confiamos”.

Real Ariquemes e Barcelona entram em campo no jogo de ida pela final do Campeonato Rondoniense 2017 às 16h00 de sábado, 1º de julho, no estádio Valério Gentil em Ariquemes.

Árbitro da partida

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.