Notícia publicada às 12:09:59 - 19/06/2017 e lida: 1485 vezes   
    
  
  
Vídeo mostra momento do pouso forçado de monomotor na selva amazônica, em Roraima
Devido a mata densa, pouso foi realizado em rio de área indígena na quarta-feira (14) após pane elétrica. Corpo do piloto foi resgatado no sábado (17).

Vídeo mostra momento do pouso forçado de monomotor na selva amazônica, em Roraima
Vídeo mostra momento do pouso forçado de monomotor na selva amazônica, em Roraima
Foto: Reprodução

Por
Redação

Um vídeo que mostra o momento do pouso forçado do monomotor em terra indígena Yanomami está circulando nas redes sociais. Nele é possível ver o piloto Elcides Rodrigues Pereira, de 64 anos, o “Peninha”, e o técnico de enfermagem Ednilson Cardoso, de 28 anos, autor do vídeo. Os dois estavam em missão pela Secretaria Estadual de Saúde Indígena (Sesai).

Após uma pane elétrica na aeronave e em meio a uma mata densa na selva amazônica, Elcides opta por pousar no rio Catrimani, mas no momento do impacto o vídeo é interrompido.

No vídeo é possível verificar o momento onde o piloto comunica a central da Paramazônia Táxi Aéreo, empresa responsável pelo monomotor, que faria o pouso no rio Catrimani.

"Estou em cima do rio Catrimani, vou jogar nele", disse Elcides Rodrigues momentos antes do impacto.

Na sexta-feira (16), em entrevista à reportagem, o técnico de enfermagem disse que os dois sobreviveram ao pouso.

“Foi um pouso forçado, mas também foi uma queda, porque caímos dentro do rio e o avião afundou na água”, destacou.

Resgate e desaparecimento

Cerca de 1h após o acidente, a Paramazônia mandou resgate próprio ao local e conseguiu retirar o técnico de enfermagem, mas o piloto não conseguiu subir no helicóptero da empresa, caiu no rio Catrimani e desapareceu.

"Tentamos muito puxá-lo para dentro do helicóptero, mas ele estava muito molhado e cansado e por isso acabou caindo dentro do rio. Eu desci e fui atrás dele, mas não o achamos mais", contou Ednilson Cardoso.

Após três dias de buscas o Corpo de Bombeiros encontrou o corpo de Elcides Rodrigues a seis quilômetros do local onde o avião fez o pouso forçado.

A pedido do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (Cenipa), que investiga as causas do acidente, o vídeo registrado pelo técnico de enfermagem só deveria ter sido disponibilizado aos familiares da vítima e ao próprio Cenipa, mas acabou vazando para as redes sociais.

A aeronave saiu de Boa Vista com destino à comunidade indígena Marari, onde uma criança doente seria resgatada. O voo decolou às 13h e uma hora depois o avião apresentou a pane elétrica, segundo o sobrevivente, Ednilson Cardoso.

Apesar do acidente ter ocorrido na tarde de quarta (14), o Corpo de Bombeiros diz que só foi acionado à noite e enviou equipes de resgate para a região na manhã de quinta-feira (15).

Arthur Neto, dono da Paramazônia, informou ao G1 que presta solidariedade aos familiares do piloto. A reportagem entrou em contato com o Ministério da Saúde, responsável pela Sesai, e aguarda retorno.

 

Vídeo mostra momento do pouso forçado de monomotor na selva amazônica, em Roraima

O piloto Elcides Rodrigues Pereira e o técnico de enfermagem Ednilson Cardoso iriam para a comunidade indígena Marari regatar uma criança doente (Foto: Reprodução/Rede Amazônica Roraima e Emily Costa/G1 RR)

Corpo do piloto Alcides Rodrigues Pereira chegou de avião em Boa Vista na tarde de sábado (17) e levado para o IML (Foto: Divulgação/Secom-Boa Vista)

 

FONTE: 1 RR

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.