Notícia publicada às 11:55:54 - 16/06/2017 e lida: 5357 vezes   
    
  
  
Sindsul diz que secretária Raquel Donadon age como ditadora nas escolas de Vilhena
Emissários da Secretaria de Educação entregaram no sindicato um documento que impede a entidade de visitar as escolas do município.

Sindsul diz que secretária Raquel Donadon age como ditadora nas escolas de Vilhena
Sindsul diz que secretária Raquel Donadon age como ditadora nas escolas de Vilhena
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

A diretoria do Sindsul – Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul de Rondônia, emitiu nota de repúdio nesta sexta-feira, 16 de junho, contra a secretária de educação do município de Vilhena, Raquel Donadon (Foto).

O problema teve início na quarta-feira, 14, quando representantes do Sindsul foram a 5 instituições de ensino do município para protocolar um documento, informando que o sindicato iria realizar reuniões com os servidores municipais.

O estopim para início da crise ocorreu quando os representantes tentaram entregar o documento na escola municipal Chitosse Mochizuki Inaba. Segundo apurada pelo VILHENA NOTÍCIAS, a diretora da instituição se negou a receber o documento alegando que a ordem para não receber o Sindsul partiu da secretária Raquel Donadon.

A confirmação da ação “ditadora”, como acusa o Sindsul, se confirmou ainda na quarta, 14, quando emissários da Secretaria de Educação entregaram no sindicato um documento que impede a associação de visitar as escolas do município.

 

Leia a íntegra da nota de repúdio emitida pela diretora do Sindsul

“Agindo de forma ditadora, a secretária de educação do município de Vilhena, enviou na manhã desta sexta-feira, 16 de junho, ao Sindsul (Sindicato dos Servidores Municipais do Cone Sul de Rondônia), um documento que impede a associação de visitar as escolas do município.

A celeuma teve início na última quarta-feira, 14, quando representantes do Sindsul se dirigiram até cinco instituições de ensino na cidade, para entregar um documento, assinado pelo presidente Wanderley Ricardo Campos, onde era informado que o Sindicato faria visitas e reuniões com os servidores de tais locais. Em uma delas, foi dito aos sindicalistas que a secretária não havia autorizado o recebimento do documento. Outra instituição de ensino, apesar de ter recebido a notificação, entrou em contato através de ligação telefônica com o Sindicato logo em seguida, cancelando a visita.

O documento enviado (foto) ao Sindsul pela Semed e assinado por Raquel Donadon, diz que é impossível que o Sindicato realize reuniões dentro das escolas e indica que o Sindicato as faça dentro de suas próprias instalações.

Wanderley classificou como arbitrária a atitude da secretária e declarou que irá convocar os representantes das escolas e diretoria para que seja tomada uma atitude a respeito do caso.”

 

Documento enviado à diretoria do Sildsul pela Secretaria Municipal de Educação

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.