Notícia publicada às 16:32:30 - 26/04/2017 e lida: 7859 vezes   
    
  
  
Ouça íntegra da coletiva com Rodrigo Spiça, delegado que investiga a morte de Jéssica Hernandes
Suposta traição da vítima teria motivado crime

Ouça íntegra da coletiva com Rodrigo Spiça, delegado que investiga a morte de Jéssica Hernandes
Ouça íntegra da coletiva com Rodrigo Spiça, delegado que investiga a morte de Jéssica Hernandes
Foto: Reprodução/Band

Por
Renato Spagnol

Os delegados de Polícia Civil Rodrigo Spiça de Cerejeiras (foto), e Fábio Campos da regional Cone Sul concederam nesta quarta-feira, 26 de abril, coletiva de imprensa para dar novos detalhes do crime que vitimou Jéssica Moreira Hernandes, de 17 anos, na cidade de Cerejeiras.

O corpo da jovem foi encontrado na noite de segunda, 24, em um matagal distante cerca 6 quilômetros do perímetro urbano. Na noite de terça, 25, a Polícia Civil teve acatado pela justiça local o pedido de prisão temporária de três suspeitos, sendo eles; Ismael Silva - namorado da vítima, seu primo Rodrigo Parente e sua esposa Edinara.

Após horas de interrogatório o suspeito Diego confessou sua participação no crime e apontou Ismael como responsável pela morte de Jéssica. Ele também inocentou sua esposa.

O delegado Spiça ressaltou que Ediana havia sido presa temporariamente para a coleta de provas e por que entrou em contradição nos depoimentos prestados na terça, mas que na manhã desta quarta, após o depoimento de Diego, enviou ao juiz o pedido de revogação da prisão, pois não há indícios ou provas que a ligue ao crime.

Rodrigo Spiça ressaltou ainda que o inquérito não foi concluído e que novos detalhes deverão surgir ao longo das investigações.

A reportagem do VILHENA NOTÍCIAS disponibiliza ao internauta a íntegra da coletiva de imprensa. Ouça:

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.