Notícia publicada às 15:15:30 - 25/04/2017 e lida: 15858 vezes   
    
  
  
CASO JÉSSICA: Polícia trabalha com possibilidade de crime passional e namorado da vítima presta depoimento
Além do namorado, outras duas pessoas estão sendo ouvidas na delegacia.

CASO JÉSSICA: Polícia trabalha com possibilidade de crime passional e namorado da vítima presta depoimento
CASO JÉSSICA: Polícia trabalha com possibilidade de crime passional e namorado da vítima presta depoimento
Foto: Reprodução

Por
Thalita Defacci

Nesta segunda-feira, 24 de abril, Jéssica Hernandes foi encontrada morta nas proximidades de uma igreja localizada no bairro Campo Internacional na cidade de Cerejeiras. A jovem de 17anos estava desaparecida há quase uma semana e familiares realizaram diversas publicações no intuito de localizá-la.

No dia 20 de abril, data do desaparecimento, a família relata que a menina estava reclamando de cólicas e disse aos pais que iria até a farmácia para comprar um medicamento. As informações são de que aproximadamente duas horas depois que Jessica havia saído, o namorado chegou em sua casa e apavorado disse aos pais da menina que ela havia desaparecido. Desde então, a polícia foi informada e as buscas se iniciaram.

Quatro dias depois, na data de ontem, 24 de abril, duas crianças estavam andando nas proximidades da igreja e perceberam um forte odor vindo de uma lona preta, semelhante a sacos de lixo. Ao perceberem que havia algo estranho, pediram ajuda para algumas pessoas que passavam e após constatarem que se tratava de um corpo, acionaram a Polícia Militar.

Na data de ontem, a reportagem do VILHENA NOTÍCIAS entrou em contato com a PM de Cerejeiras que informou a possibilidade do corpo estar carbonizado e esquartejado, porém, após a perícia foram constatadas queimaduras superficiais e três facadas além de avançado estado de decomposição, tendo inclusive os cabelos se soltado do couro cabeludo.

Segundo informações que chegaram para nossa reportagem, a polícia esteve nesta manhã na casa do namorado da jovem, identificado como Ismael e o conduziu para a delegacia juntamente com um outro indivíduo identificado como Diego e sua esposa , que estão prestando depoimento para auxiliar na investigação sobre o assassinato de Jéssica.

Foram colhidas informações de que no dia do desaparecimento de Jéssica, o namorado realizou uma ‘faxina’ em sua residência, chegando a lavar toda a casa. A polícia também trabalha com a possibilidade de crime passional, devido às circunstâncias apresentadas desde o princípio do sumiço da garota.

 

 

FONTE: Vilhena Notícias

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.