Notícia publicada às 08:48:40 - 22/04/2017 e lida: 7979 vezes   
    
  
  
Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos
Há informações de que há vítimas do estado de Rondônia, Cacoal e São Miguel do Guaporé são as possíveis cidades.

Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos
Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos
Foto: Folha Max

Por
Redação

A Secretaria de Segurança Pública de Mato Grosso informou à imprensa que os corpos dos nove mortos da chacina ocorrida em uma propriedade rural na região conhecida como Gleba Taquaraçu do Norte, já estão na cidade de Colniza.

Os trabalhos de retirada dos corpos do local iniciaram ainda na quinta-feira (20) e só foi possível chegar com às vítimas até Colniza após uma força-tarefa.

Na operação trabalham Peritos da Politec, Força Tática da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e policiais civis de Juína, sob comando dos delegados Edson Ricardo Pick, de Colniza e José Carlos de Almeida Junior, da Delegacia Regional de Juína que fazem parte do comboio que partiu para a região e agora retornam com os corpos.

Os cadáveres estão aguardando os trabalhos periciais que são realizados pela Politec e serão entregues as funerárias responsáveis por fazer o translado dos corpos até suas cidades de origem.

Ainda não foram divulgados nomes de nenhuma das vítimas, sabe-se que são todos homens e adultos.

Os trabalhos de localização e identificação dos corpos são demorados devido ao difícil acesso e falta de comunicação na região. Policiais que estão na região disseram que as imagens são de terror. Os corpos foram encontrados espalhados pelas propriedades rurais. Algumas das vítimas foram mortas a facadas e os assassinos deixaram cravadas nos corpos as armas usadas na brutal execução.

A área conhecida como Taquaruçu do Norte, segundo a Sesp-MT, fica a 250 km da cidade e é de difícil acesso. Para chegar ao local, os policiais tiveram que seguir em barcos pelo rio Roosevelt.

De acordo com as informações, a região é de intenso conflito agrário. Diversas mortes relacionadas à disputa de terras já foram registradas na região.

A chacina na zona rural de Colniza é atribuída a um bando denominado "Encapuzados". Eles seriam capatazes de grandes fazendeiros que vivem em conflitos com pequenos produtores.

Informações de um parente de uma vítima que teria conseguido fugir do tiroteio e chegado às 04 horas da manhã desta sexta-feira (21), na cidade de Ariquemes, estado de Rondônia, dão conta que foram quatro homens encapuzados que chegaram e realizados as execuções.

Há informações de que há vítimas de Rondônia, sendo elas de Cacoal e São Miguel do Guaporé.

Leia mais: 

Polícia Civil confirma nove mortes em chacina na área rural de Colniza

Polícia apura chacina por conflito agrário em vilarejo ilegal de Colniza

 

Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos

Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos

Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos

Moradores de Cacoal e São Miguel do Guaporé podem estar entre as vítimas da chacina de Colniza; veja fotos

 

FONTE: As informações são do jornal Planeta Folha

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.