Notícia publicada às 16:00:17 - 10/04/2017 e lida: 1668 vezes   
    
  
  
GOLPE: Líder de acampamento é acusado de vender terras da União na BR-319
Não é a primeira vez que o indivíduo faz a prática do crime.

GOLPE: Líder de acampamento é acusado de vender terras da União na BR-319
GOLPE: Líder de acampamento é acusado de vender terras da União na BR-319
Foto: Rondônia Ao Vivo

Por
Redação

Após a construção da ponte sobre o rio Madeira, que liga a BR-319 na cidade de Porto Velho, o valor dos terrenos após a ponte alcançou uma vertiginosa elevação, isso devido à grande procura e especulação imobiliária nessa região.

Ainda é possível observar diversas áreas nesse ponto que ou pertencem à União ou ainda estão com a nomeação de propriedade indefinida, porém denúncias realizadas pela comunidade local apontam que golpistas vem comercializando áreas falsamente legalizadas, trazendo prejuízo financeiros à diversas pessoas que caíram no mesmo golpe.

Inicialmente as denúncias foram recebidas pelo presidente da ASPRAM, entidade representativa dos produtores da região, Zacarias Felício.

De acordo com os denunciantes, um homem identificado pelo nome de Sandro Paulo Barbosa Rodrigues, vulgo “Sandrão”, estaria oferecendo lotes de terra em uma área pertencente ao Governo Federal no quilometro 47 da rodovia 319.

Mesmo expulso da ASPRAM há quase dois anos, o acusado utilizava camisa e crachá da entidade para passar credibilidade em suas negociações. A associação trabalha em uma área de assentamento na região e os associados haviam expulsado Sandro devido ao fato de ele incitar a comunidade à invasão de áreas da União.

Uma das supostas vítimas afirmou que ao conhecer Sandrão ele se identificou como chefe de um acampamento chamado Três Nações e ofereceu um lote de terra no Projeto São Francisco, que ficaria localizado aos fundos de seu acampamento.

Pelo lote de terra Sandrão cobrou o valor de R$ 1 mil, sendo que recebeu uma entrada de R$ 380,00 e ficou acertado de receber restante assim que levasse um recibo no valor integral.

Quando foi indagado se o cliente poderia ver a terra que estava vendendo, Sandrão mentiu dizendo que o INCRA estava realizando a regularização e em breve ele estaria disponível.

Desconfiado, o comprador decidiu ir até o local, onde de acordo com ele, descobriu a farsa e ainda foi informado por populares locais que Sandrão é bastante conhecido na área por aplicar esses golpes e que outras pessoas já haviam ido ao local atrás desse suposto terreno.

Indignado a vítima foi até a Delegacia de Polícia onde prestou uma Ocorrência Policial contra Sandro por pratica de estelionato sob nº46960/2017.

Os crimes supostamente praticados na denúncia foram registrados pela Polícia Civil de Rondônia, porém também envolve terras de propriedade do Governo do estado do Amazonas, que também já foi informado sob o caso.

 

 

GOLPE: Líder de acampamento é acusado de vender terras da União na BR-319

 

FONTE: Rondônia Ao Vivo

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.