Notícia publicada às 15:16:22 - 30/03/2017 e lida: 2239 vezes   
    
  
  
Adolescente é atingido com um golpe de faca no banheiro de uma escola em Rondônia
Vítima se defendeu com braço e sofreu perfuração no antebraço esquerdo. Caso aconteceu em uma escola estadual da Zona Sul de Porto Velho.

Adolescente é atingido com um golpe de faca no banheiro de uma escola em Rondônia
Adolescente é atingido com um golpe de faca no banheiro de uma escola em Rondônia
Foto: Foto: Toni Francis/G1

Por
Redação

Um estudante de 15 anos foi atingido com um golpe profundo no antebraço esquerdo nesta quarta-feira (29), ao ser atacado com uma faca por outro adolescente da mesma idade dentro do banheiro da escola pública em que estuda, na Zona Sul de Porto Velho. A vítima conta que o objetivo do agressor era golpeá-lo no peito, mas errou porque o jovem se defendeu com o braço.

Depois da agressão, o infrator fugiu mas foi apreendido poucos minutos depois, pela Polícia Militar (PM), na casa onde mora com os pais. A faca usada foi jogada dentro de um bueiro, nas proximidades da escola onde aconteceu a lesão corporal, segundo o suspeito contou à polícia.

Segundo a PM, o caso aconteceu na escola localizada na Rua Tancredo Neves, no bairro Caladinho. Os policiais que atenderam a ocorrência contam que foram acionados para comparecer na Escola Estadual Tancredo Neves. Lá, o diretor informou que, durante o intervalo, o infrator foi ao banheiro e atacou a vítima com uma faca, ferindo-o com um golpe profundo no antebraço esquerdo e fugiu em seguida.

A vítima foi encaminhada à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Sul. “O ferimento é pequeno, mas profundo, pegou seis pontos”, informou o pai do jovem ferido, Homero Santos.

Depois de ouvir o estudante, os policiais foram ao endereço onde o infrator mora e o apreenderam em flagrante. O pai da vítima e o padrasto do infrator acompanharam o desenrolar da ocorrência na Central de Polícia.

Procurada pelo G1, a mãe da vítima, a dona de casa Marineuda Siqueira, diz que teme pela segurança do filho. “Tenho medo de mandar meu filho à escola e depois ter que ir buscá-lo num caixão”, desabafou. Já Homero disse que conversou com o diretor da escola, que teria garantido que o infrator será transferido. “Esse rapaz [suspeito] não pode permanecer nessa escola, se não uma desgraça pode acontecer”, alertou.

Sobre os motivos do desentendimento entre os adolescentes, dona Marineuda, como é conhecida pelos vizinhos, diz há três dias o filho vem sendo afrontado por um grupo de garotos. “Eles (garotos) chegaram a afrontar ele aqui na frente de casa, como meu filho não fica calado, essa rixa foi ganhando proporções”, lamentou.

A direção da escola afirma que a instituição conta com câmeras de vigilância para prevenir roubos e outros delitos e que esse tipo de ocorrência não é comum.

 

 

FONTE: G1

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.