EcoMassa


      Notícia publicada às 10:04:32 - 28/03/2017 e lida: 9052 vezes   
    
  
  
Cratera avança e família abandona casa com risco de desabamento
Semas providenciou outro imóvel para que a família possa viver até que o problema da cratera seja solucionado.

Cratera avança e família abandona casa com risco de desabamento
Cratera avança e família abandona casa com risco de desabamento
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

Os moradores da casa de numeral 2051, situada no cruzamento da avenida Curitiba com a rua 743, na divisa dos bairros Cristo Rei e Parque Cidade Jardim I, precisaram abandonar a residência por risco de desabamento.

A chuva de ontem, segunda-feira, 27 de março, agravou ainda mais o problema. A cratera avançou por cerca de 10 metros e arrancou parte do trecho pavimentado da avenida Curitiba.

A reportagem do VILHENA NOTÍCIAS esteve no local na manhã desta terça, 28, e conversou com a senhora Rosana, moradora da casa. Segundo ela, a Secretaria Municipal de Assistência Social – Semas, providenciou temporariamente um imóvel para que ela e sua família possam morar até que o problema da cratera que ameaça desabar sua residência, seja resolvido. “Ontem nós nem dormimos em casa. Estamos com medo, pois a chuva de ontem aumentou muito o buraco que agora está na parede da nossa casa”, disse a moradora.

Rosana também disse, que estava negociando a casa, mas devido aos problemas da cratera o possível comprador acabou desistindo do negócio.

Autoridades do município e estado estiveram no local nesta manhã para tentar encontrar uma solução para o caso. O VILHENA NOTÍCIAS fez uma série de entrevistas e a íntegra irá ao ar ainda hoje.

 

Entenda

Construída ao final da avenida Curitiba (740), na divisa dos bairros Parque Cidade Jardim I e II, Bodanese, Marcos Freire e Cristo Rei, a obra foi planejada para resolver o problema de alagamentos de ruas e avenidas da região, mas se transformou em pesadelo, segundo aponta relatos dos residentes. O custo total da obra construída em distintos pontos da cidade, foi de R$ 25 milhões.

De acordo com autoridades do município, a construção da macrodrenagem não obedeceu alguns critérios ambientais, o que acarretou no agravamento para o aumento da erosão do solo no local.

No último domingo, 26, o site veiculou uma reportagem com imagens aéreas para mostrar a dimensão que a cratera tomou. Clique aqui para rever a matéria.

Cratera avança e família abandona casa com risco de desabamento

Semas providenciou outro imóvel para que a família possa viver até que o problema da cratera seja solucionado.

Centenas de pessoas se dirigem ao local da cratera.

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.