Notícia publicada às 11:05:49 - 20/03/2017 e lida: 2159 vezes   
    
  
  
Por ciúmes, fazendeiro mata esposa com cinco tiros em Chupinguaia
Suspeito deu os tiros na esposa e fugiu; ele ainda não foi encontrado.
Crime ocorreu após casal discutir; uma vizinha testemunhou as ameaças.

Por ciúmes, fazendeiro mata esposa com cinco tiros em Chupinguaia
Por ciúmes, fazendeiro mata esposa com cinco tiros em Chupinguaia
Foto: Renato Spagnol

Por
Redação

Uma mulher de 30 anos foi assassinada a tiros pelo próprio marido no último domingo (19) em uma fazenda de Chupinguaia. Segundo testemunha, o homicídio aconteceu após o casal discutir por causa de um beijo na bochecha que a mulher deu em outro homem.

Quando a Polícia Militar (PM) foi até a fazenda, a mulher já estava morta e o suspeito foragido. A vizinha relatou a polícia que, horas antes, estavam todos reunidos na casa dela quando um dos convidados arrumou o aparelho de som a pedido da vítima e, como forma de agradecimento, ela lhe deu um beijo na bochecha. Porém, o marido não gostou do ato e ao retornarem para casa, começaram a discutir.

A vizinha disse que escutou gritos vindos da casa da vítima e foi até o local. Ao chegar, encontrou a mulher sentada no sofá e o homem em sua frente fazendo ameaças com uma arma de fogo. Depois de conseguir acalmá-lo, a vizinha saiu da casa, mas retornou segundos depois ao ouvir um disparo. O homem havia atirado, mas não tinha acertado a vítima.

Em seguida, a mulher gritou pedindo socorro para a vizinha, momento este que o marido apontou a arma na direção dela e deu cinco tiros.

O caso deve ser investigado pela Delegacia de Polícia Civil de Vilhena (RO), que responde pelo município. Até o fechamento desta reportagem, o suspeito não havia sido localizado. Os dois filhos menores de idade do casal estão sob a proteção de familiares.

 

 

 

FONTE: G1/Vilhena

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.