Notícia publicada às 08:58:37 - 10/01/2017 e lida: 1049 vezes   
    
  
  
Veterinário é preso ao receber cobra pelos Correios em Porto Velho
Detido em flagrante, veterinário foi autuado por crime contra a fauna. Serpente Muçurana foi apreendida e entregue ao Ibama da capital.

Veterinário é preso ao receber cobra pelos Correios em Porto Velho
Veterinário é preso ao receber cobra pelos Correios em Porto Velho
Foto: Ibama/Divulgação

Por
Redação

Um médico veterinário de 47 anos foi preso, nesta segunda-feira (9), em Porto Velho, ao receber uma cobra Muçurana pelos Correios de forma clandestina. O veterinário, que já possuía uma cobra Jiboia em casa, foi autuado em flagrante na Central de Polícia por crime contra a fauna. Já a Muçurana, mais conhecida como cobra-do-bem ou cobra-preta, foi entregue ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama).

Segundo a Polícia Ambiental, o Ibama ficou sabendo que um morador da Rua Anari, no Bairro Floresta, Zona Sul de Porto Velho, receberia em uma caixa dos correios. Os agentes solicitaram apoio da Polícia Militar e passaram a monitorar a residência onde a Muçurana seria entregue pelo carteiro.

Os policiais então esperaram o veterinário assinar o documento de recebimento e, neste momento, realizaram o flagrante. Ao abrir a embalagem, os policiais encontraram a cobra Muçuruna sendo transportada de maneira clandestina.

Preso, o homem foi levado à Central de Flagrantes. Ao delegado, o veterinário confirmou que já possuía outra cobra, mas que tinha licença para criar o animal. Os policiais voltaram na casa e confirmaram a versão do profissional. O homem deve responder por crimes contra a fauna silvestre, segundo a polícia.

A Muçurana é uma serpente ofiófaga que devora outras cobras. Após ser resgatada, o animal foi deixado com o Ibama. O nome do remetente da correspondência não foi informado.

 

 

FONTE: G1

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.