EcoMassa


      Notícia publicada às 08:58:54 - 07/01/2017 e lida: 587 vezes   
    
  
  
Câmara aprova corte de gastos para economizar R$ 6 mi em Porto Velho
Proposta corta R$ 6 mil mensal de cada gabinete por quatro anos.
Além do corte, ponto eletrônico será instalado para monitorar servidores.

Câmara aprova corte de gastos para economizar R$ 6 mi em Porto Velho
Câmara aprova corte de gastos para economizar R$ 6 mi em Porto Velho
Foto: Rede Amazônica/Reprodução

Por
Redação

Os vereadores de Porto Velho aprovaram, nesta sexta-feira (6), um corte de gastos para os gabinetes da Câmara Municipal. A medida faz parte de uma proposta apresentada pelo presidente da Casa de Leis, Maurício Carvalho (PSDB). Com a aprovação, a câmara vai economizar mais de R$ 6 milhões aos cofres públicos em quatro anos. A sessão de hoje foi a última sessão antes do recesso parlamentar.

Em entrevista à Rede Amazônica, o autor da proposta, Maurício Carvalho, disse que os servidores da casa serão monitorados e a economia mensal de cada gabinete será de R$ 6 mil.

"Vamos implantar ponto eletrônico para todos servidores da casa e vamos também fazer auditoria em toda casa. Estamos nesse primeiro trimestre diminuindo a verba de gabinete de todos vereadores de 24 mil para 18 mil, economizando 6 mil mensal de cada vereador", finalizou.

Ainda durante a sessão extraordinária desta sexta, os vereadores aprovaram a doação de um terreno para construção de um hipermercado. O lote de 21 mil metros quadrados fica na Zona Leste da cidade.

O empreendimento vai gerar 600 empregos e, em contrapartida, a empresa terá que construir ou reformar salas de aula da rede municipal no valor referente ao que custaria o terreno.

A sessão da Câmara nesta sexta-feira foi a última antes do recesso parlamentar, em Porto Velho.

 

 

FONTE: Rede Amazônica

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.