EcoMassa


      Notícia publicada às 12:08:35 - 29/11/2016 e lida: 836 vezes   
    
  
  
Justiça condena a 14 anos de prisão homem acusado de abuso sexual contra criança que depois se suicidou
Em julho de 2015, o garoto, já adolescente, se matou. Ele deixou registrado em seu diário a seguinte pergunta: "E se eu não tivesse sofrido abuso sexual?"

Justiça condena a 14 anos de prisão homem acusado de abuso sexual contra criança que depois se suicidou
Justiça condena a 14 anos de prisão homem acusado de abuso sexual contra criança que depois se suicidou
Foto: Ilustração

Por
Redação

O juiz Dalmo Antônio de Castro Bezerra, do 2º Juizado da Infância e da Juventude de Porto Velho, condenou Geovane Alves Carneiro a 14 anos de prisão, no regime fechado, por estupro de uma criança. Cabe recurso contra a decisão do juízo de primeiro grau e, por ter respondido o processo em liberdade, o condenado poderá recorrer da sentença fora da prisão.

Geovane foi acusado pelo Ministério Público de Rondônia de abusar sexualmente de uma criança de seis anos que, posteriormente, abalada pelos reiterados abusos dos quais vinha sendo vítima, se suicidou. A sentença condenatória foi publicada nesta terça-feira no Diário da Justiça. Segundo a sentença, a criança foi abusada sexualmente nos anos de 2003 e 2005 na casa da mãe e da avó. Os abusos teriam se repetido em 2007 e 2008.

Em julho de 2015, o garoto, já adolescente, se matou. Ele deixou registrado em seu diário a seguinte pergunta: "E se eu não tivesse sofrido abuso sexual?" Na sentença, o juiz anotou: "O réu agiu com dolo em suas ações visando a satisfação de sua lascívia contra vítima ainda criança, não possuindo antecedentes. As circunstâncias em que praticou os atos libidinosos contra a vítima revela ser pessoa astuciosa, eis que aproveitou-se de criança a qual tinha proximidade familiar. As consequências do crime gravíssimas, porque, como sabido, a vítima de estupro fica estigmatizada pelo resto de sua vida, inclusive todos elementos levam a conclusão que a vítima cometeu o suicídio motivada pelos traumas do abuso que sofreu durante anos".

 

 

FONTE: Assessoria

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.