Notícia publicada às 10:14:04 - 19/11/2016 e lida: 5887 vezes   
    
  
  
Vendedora se revolta com boleto bancário de quase R$ 10 mil enviado pela prefeitura de Vilhena
Taxa de “Contribuição de Melhorias” cobrada pela prefeitura em virtude da realização de obra pública consistente em pavimentação asfáltica.

Vendedora se revolta com boleto bancário de quase R$ 10 mil enviado pela prefeitura de Vilhena
Vendedora se revolta com boleto bancário de quase R$ 10 mil enviado pela prefeitura de Vilhena
Foto: Divulgação

Por
Renato Spagnol

Um boleto no valor de R$ 9.602,88 referente à taxa de “Contribuição de Melhorias” cobrada pela prefeitura em virtude da realização de obra pública consistente em pavimentação asfáltica tem dado dor de cabeça a uma moradora do bairro Bela Vista em Vilhena.

Na sexta-feira, 18 de novembro, a vendedora autônoma Deuseli de Ávila, residente na rua Zacarias Rocha de Azevedo, no Bela Vista, entrou em contato com a reportagem do VILHENA NOTÍCIAS, informando que na quinta-feira, 17, ela e outros vizinhos receberam boletos com valores altos. No caso de Deuseli a cifra é de quase R$ 10 mil. A moradora alega que o Ministério Público – MP havia considerado abusiva a cobrança da taxa por não respeitar a base de cálculo e considerado ilegal por não demonstrar os custos havidos na obra. O fato citado por Deuseli foi noticiado pelo site no dia 30 de setembro deste ano.

Leia: MP manda suspender imediatamente ‘Taxa de asfalto’ cobrada pela prefeitura de Vilhena

A vendedora, assim como casos de moradores de outros bairros que também enfrentam o problema, alega que a prefeitura de Vilhena, jamais informou os residentes de que haveria a cobrança pelo asfalto. “Quando as obras começaram, nós perguntamos muito sobre os custos e sempre nos foi dito que era através de verba federal e os moradores não pagariam pelo asfalto. Fomos pegos de surpresa”, declarou Deuseli de Ávila.

Mãe de dois filhos, Deuseli teme não conseguir pagar os valores cobrados pela prefeitura: “Eu jamais vi uma cobrança desse valor por uma obra de asfalto. Conheço casos de São Paulo, onde se tem rede de esgoto e as condições são bem melhores que aqui e o máximo que já vi pagarem é em torno de R$ 3 mil e parcelado em várias vezes no IPTU”, salientou.

Os R$ 9.602,88 cobrados pela prefeitura poderá ser pago à vista com desconto de 50%, que corresponderia a R$ 4.802,88, mas Deuseli alega não dispor deste valor. Ou ainda, parcelar o valor em 12x com desconto de 40%. As parcelas ficariam em torno de R$ 500,00, mas a moradora também alega que não tem condições de arcar com uma parcela tão alta. Há ainda outras opções de parcelamentos, mas com descontos menores.

Ela, e demais residentes que receberam a cobrança estão em contato com o vereador pastor Francis Godoy (PRB), para que ele possa intermediar junto ao prefeito em exercício Célio Batista (PR) uma possível revisão dos valores cobrados dos moradores.

Segundo Deuseli, ela e dezenas de residentes do bairro Bela Vista, irão até a Câmara no dia 06 de dezembro, quando se terá a 30ª sessão ordinária de 2016. O objetivo é o de pressionar o Legislativo a buscar junto ao prefeito uma alternativa para o caso.

As obras e valores ocorreram na gestão do então prefeito José Luiz Rover (PP), hoje preso e apontado pela Polícia Federal – PF,  como chefe de uma quadrilha que saqueou os cofres públicos do município.

Leia também: MP manda suspender imediatamente ‘Taxa de asfalto’ cobrada pela prefeitura de Vilhena

Moradores de Vilhena reagem contra a cobrança da Contribuição de Melhoria do asfalto feito em suas ruas

Vendedora se revolta com boleto bancário de quase R$ 10 mil enviado pela prefeitura de Vilhena

Comunicado da prefeitura de Vilhena à moradora.

Obras de pavimentação no bairro Bela Vista.

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.