EcoMassa


      Notícia publicada às 09:09:12 - 04/11/2016 e lida: 527 vezes   
    
  
  
Plano Estadual e Revitalização do Leite prevê fortalecimento da cadeia produtiva em Rondônia
Segundo o secretário da Agricultura, Evandro Padovani, o governo de Rondônia está inteiramente envolvido neste projeto.

Plano Estadual e Revitalização do Leite prevê fortalecimento da cadeia produtiva em Rondônia
Plano Estadual e Revitalização do Leite prevê fortalecimento da cadeia produtiva em Rondônia
Foto: Reprodução

Por
Redação

Maior produtor de leite da região Norte do Brasil, com mais de 2,1 milhões de litros por ano, Rondônia trabalha no grande projeto do Plano Estadual e Revitalização do Leite, em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), com o objetivo de promover o reordenamento produtivo de toda a cadeia do leite, que será o tema da 6ª Rondônia Rural Show na edição de 2017.

Segundo o secretário da Agricultura, Evandro Padovani, o governo de Rondônia está inteiramente envolvido neste projeto, e espera sedimentar definitivamente seu lugar de grande produtor de leite do País, fomentando a atividade nas mesmas condições que atuou nos projetos do café, carne e peixe, áreas produtivas do setor primário que movimentam a economia do Estado, gerando riqueza e todos os benefícios sociais gerados por ela.

Para isso, segundo ele, por determinação do governador Confúcio Moura, está sendo planejado e executado um pacote de incentivos para impulsionar a produção de leite, a começar reestruturação física do Laboratório de Qualidade do Leite (LQL), gerido pela Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), que recebeu cerca de R$ 500 mil do governo estadual para suportar também os trabalhos de pesquisa, de modo a credenciá-lo futuramente a prestar serviço às indústrias e produtores de todo estado quanto à análise da qualidade do leite cru, incluindo o atendimento aos estados vizinhos da Amazônia Ocidental, que sempre enfrentaram grandes distâncias e perda de tempo para o atendimento desta demanda. Atualmente a certificação e análise são feitas em Cuiabá (MT).

COMPRA DE TOUROS

Padovani informou que, além dos benefícios da visibilidade que o leite terá na 6ª Rondônia Rural Show, no ano que vem, o que deve atrair produtores, investidores, grandes laticínios e uma série de empresas ligadas à produção e ao comércio, o Programa de Desenvolvimento do Agronegócio do Leite (Proleite) aprovou importantes projetos que, se contemplados no Orçamento do Estado 2017, vão revolucionar a produção leite rondoniense, entre eles, a liberação de crédito ao produtor, no valor de R$ 2 milhões, para compra de touros puros de raça leiteira

Também aprovados, os projetos de fertilização “in vitro” de apoio aos produtores, para melhoria da genética do rebanho leiteiro, implantação de nada menos de 667 novos projetos de pastejo rotacionado (modelo de manejo de pastagem), projetos que só serão possíveis com a participação efetiva da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater), que tem em seus quadros técnicos especializados e logística para o atendimento da demanda em todo Estado, através dos seus Escritórios Locais (Esloc).

Tendo em vista que o Proleite também previu a necessidade e aprovou a aquisição de implementos, máquinas agrícolas e até insumos como calcário, que serão colocados à disposição dos produtores de leite como incentivo à produção. Tudo isso é parte de um grande projeto de revitalização da cultura leiteira, que inclui também programas para promover o mercado (marketing) e até de mídia dirigida, que para tornarem-se realidade, devem estar contemplados no Orçamento do estado do ano que vem.

O Governo de Rondônia, em parceria com o Sebrae, tem projeto para revitalização da produção leiteira estadual

 

FONTE: Secom - Governo de Rondônia

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.