Notícia publicada às 11:15:36 - 19/10/2016 e lida: 6919 vezes   
    
  
  
ÁUDIO: Sete dias antes de sua prisão, Garcia usou tribuna da Câmara e pregou honestidade aos colegas
A prefeita eleita Ronsani Donadon e seu vice Darci Cerutti estiveram presentes na sessão.

ÁUDIO: Sete dias antes de sua prisão, Garcia usou tribuna da Câmara e pregou honestidade aos colegas
ÁUDIO: Sete dias antes de sua prisão, Garcia usou tribuna da Câmara e pregou honestidade aos colegas
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

Preso pela Polícia Federal – PF de Vilhena, na manhã de terça-feira, 18 de outubro, o vereador José Garcia (DEM), foi abordado no momento em que se dirigia para a Câmara Municipal de Vereadores. Veja aqui.

No veículo do parlamentar, a PF encontrou diversos documentos e dentre eles, contratos de compra e venda de terrenos que seriam entregues a outros vereadores durante a 26ª sessão ordinária realizada ainda na manhã de ontem. Os contratos, seriam uma forma de propina para pagamento a vereadores por projetos aprovados na Casa de Leis que autorizaram a abertura de novos loteamentos na cidade de Vilhena. O esquema já funcionaria há anos de acordo com informações obtidas pelo VILHENA NOTÍCIAS.

Garcia foi levado para a Casa de Detenção da Polícia Civil após prestar depoimento à PF.

Pregou honestidade

Sem saber que vinha sendo monitorado pelos agentes da Polícia Federal, José Garcia usou a tribuna da Câmara durante a 25ª sessão ordinária, realizada na última terça-feira, 11 de outubro e em tom de despedida disse que sairia da Câmara de cabeça erguida. A prefeita eleita Rosani Donadon (PMDB) e seu vice Darci Cerutti (DEM), acompanham parte da sessão.

“Aqui nós procuramos fazer o que é de melhor para a comunidade, porque o vereador foi eleito para trabalhar. E digo a vocês que estou saindo de cabeça erguida. Fui um vereador que nunca ‘bati’ em ninguém, nunca critiquei ninguém, porque a gente tá aqui é pra trabalhar”, disse Garcia.

Candidato pelo Democratas (DEM) à reeleição, José Garcia obteve 680 votos no dia 2 de outubro e não conseguiu se reeleger. Para ele, o péssimo desempenho nas urnas foi fruto de ataques por parte da imprensa vilhenense, no caso que evolveu o processo de impeachment do prefeito José Luiz Rover (PP). Garcia votou pela não cassação do prefeito. Relembre aqui.

“Eu fui muito penalizado sobre àquela cassação do Rover, mas eu consultei três advogados e todos me disseram que não tinha crime para cassação e votei para o melhor da cidade”, comentou José Garcia.

O parlamentar ainda foi enfático em dizer: “Moro aqui em Vilhena há 28 anos, e nunca se viu meu nome envolvido em nada, porque eu trabalho em prol da comunidade e respeito o povo que votou. Nós precisamos de união e não de críticas”, disparou o parlamentar.

Em seu ‘monólogo’, José Garcia pediu união aos colegas da Casa de Leis e mandou um recado aos novos eleitos: “Pergunte pra àqueles que me criticaram [nos comícios], o que eles têm e o que fazem pela comunidade. Invés de criticarem vão trabalhar, deem sugestões porque é isso que precisamos. Sei que a justiça divina tarda mais não falha”, finalizou Garcia.

Ouça a íntegra do discurso:

 

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.