Notícia publicada às 08:41:35 - 13/10/2016 e lida: 5780 vezes   
    
  
  
Rapaz que andava de bicicleta pela Av. Curitiba foi morto com quatro disparos de arma de fogo
Segundo informações, ele não possuía passagem pela polícia.

Rapaz que andava de bicicleta pela Av. Curitiba foi morto com quatro disparos de arma de fogo
Rapaz que andava de bicicleta pela Av. Curitiba foi morto com quatro disparos de arma de fogo
Foto: Thalita Defacci

Por
Thalita Defacci

Um homicídio ocorreu por volta das 22h00 na Av. Curitiba, aos fundos do cemitério no bairro Cristo Rei, na quarta-feira, 12 de outubro. A vítima, um rapaz identificado como Maicon Douglas, 16 anos, estava andando de bicicleta pela avenida quando foi alvejado com quatro disparos de arma de fogo.

Segundo informações, dois homens em uma motocicleta passavam pela avenida e o carona efetuou os disparos sendo que dois atingiram o pescoço, um no ombro e o outro atingiu o tórax. Após realizarem o ato, os indivíduos na motocicleta tomaram rumo ignorado.

Testemunhas acionaram a Polícia Militar e o Corpo de Bombeiros na tentativa de salvar a vida do rapaz, porém, ele não resistiu aos ferimentos e morreu na local.

A Polícia Militar isolou a área até a chegada da Polícia Técnico-Científica para realização da perícia e logo após registro de ocorrência. Agora, a polícia civil investigará o homicídio. Segundo informações, o rapaz não possuía passagem pela polícia.

Dois homicídios marcaram o feriado de 12 de outubro em Vilhena. O outro ocorreu por volta das 19h30 no bairro Barão do Melgaço II. Onde a vítima identificada como Paulo Muniz, 48 anos, foi alvejado com cerca de três disparos de arma de fogo em sua residência, depois que foi rendido por dois indivíduos, entrou em luta corporal e acabou sendo atingido com os disparos.

Rapaz que andava de bicicleta pela Av. Curitiba foi morto com quatro disparos de arma de fogo

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.