EcoMassa


      Notícia publicada às 11:41:07 - 16/07/2016 e lida: 848 vezes   
    
  
  
Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000
Amor, trabalho, beleza, família… Tudo parece andar na linha para Fernanda Lima, que posou neste mês para a J.P demonstrando toda a sua habilidade na ioga. Em nossa conversa, Fernanda surpreende ao contradizer o ditado: no caso dela, as aparências não enganam, não.

Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000
Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000
Foto: Fabio Bartelt

Por
Redação

Fernanda Lima é um ponto fora da curva. Há até quem acredite que a vida dela é perfeita. Afinal, é uma das mulheres mais poderosas da TV, sócia de um restaurante estrelado, dona de um corpo escultural, casada com Rodrigo Hilbert, muso-mor dos programas de culinária, mãe dos gêmeos João e Francisco, atleta exímia, faz ioga, meditação e mantém uma alimentação saudável.

Quando J.P a questiona sobre essa tal perfeição, ela não titubeia. “Acho engraçado esse pensamento. Vivo de uma forma muito intensa e minha vida nunca foi um fardo para mim. Acordar para trabalhar é maravilhoso, o fim de semana é maravilhoso, ter filhos é um espetáculo, eu já falei isso e repito: sinto muito, mas a minha vida realmente é maravilhosa. Talvez o que pareça ser é o que é”, responde, sem economizar na sinceridade, característica que transborda quando está no palco dos programas “Amor & Sexo” e “SuperStar”, que a levaram ao rol dos artistas mais requisitados da Rede Globo.

O sucesso é tanto que Fernanda já tentou anunciar o fim de “Amor” algumas vezes, mas a cada término, a emissora e o público pedem bis. “Sempre passo por uma dificuldade criativa enorme entre uma temporada e outra. Dá muito medo de fazer o próximo, de não agradar como agradou o primeiro, de faltar criatividade e de a gente não conseguir se superar”, justifica, revelando o lado perfeccionista. Uma faceta que, talvez, vá na direção oposta da Fernanda do passado, que se considerava um espírito “muito mais” livre – tema que norteou esta edição da J.P –, mas agora lida com as obrigações que a vida impõe, principalmente “com duas bolinhas de peso que puxam para o chão”, diz, se referindo aos filhos.

 

SEXO VERBAL

As fotos deste ensaio aconteceram na manhã de uma quarta-feira. Antes das oito, equipe e apresentadora já estavam a postos e, diferentemente da maioria das estrelas, ela apareceu no estúdio sozinha, sem assessor de imprensa – é importante frisar a raridade de um fato como esse. A autoconfiança que já era suspeitada aflora no decorrer da entrevista, feita antes dos cliques: nenhuma pergunta é desviada e, sim, respondida objetivamente. Se queremos saber se ela acha que sexo é um assunto esgotável, é rápida no gatilho. “Sim, pois é algo banal, que se esgota num determinado número de posições. Já o comportamento sexual e tudo que isso envolve… Aí sim é um assunto inesgotável e acredito que culturalmente falando temos muito que discutir ainda.” Seguimos em frente. Convidaria alguém mais conservador para o seu programa? Ela nos pede um exemplo. Citamos o deputado Jair Bolsonaro. “Eu não tenho o menor interesse em ter o Bolsonaro no meu palco. Não tem motivo para eu poluir o programa com alguém com uma filosofia tão diferente da nossa. Pessoas com pensamentos retrógrados e fundamentalistas só fazem atrapalhar a sociedade, trazer negatividade, violência e repressão que estão dentro delas mesmas.” E como o “Amor & Sexo” contribui para a sociedade? “Falamos com 15 milhões de pessoas por semana. Se pessoas bem informadas que assistem ao show podem se beneficiar, então imagine quem não tem informação nenhuma, como uma senhorinha que trabalhou na terra a vida inteira e não sabe o que é um transexual. Aí colocamos na tela da TV dela a explicação, falamos que aquela trans tem uma família, que sofreu, que só quer se entender e ser feliz. A gente dá um instrumento para aquela senhorinha pensar”, dispara.

Não parece existir questão difícil para Fernanda. Até mesmo quando direcionamos a conversa para um assunto que diz respeito a sua vida pessoal (tópico abertamente rejeitado por muitas celebridades), como o fato de ela nunca ter feito uma festa de casamento com Rodrigo, ela fala numa boa. Até afirma que tem um vestido de noiva comprado em um brechó há anos, mas que está guardado no fundo do armário. “Não casei ainda porque não tive tempo. Sempre acho que não vou dar conta de organizar a festa, que não saberia quem chamar. Aí, quando eu vejo, já desisti e estou em outra”, revela.

 

LIGHT

Enquanto a conversa flui, de certa maneira, Fernanda demonstra que toda essa ideia de perfeição que alguns lhe atribuem não passa de uma bobagem. Ela explica que, na verdade, não se vê no direito de ficar insatisfeita: “Chega a ser ultrajante eu reclamar da minha vida. É claro que temos problemas, todo mundo tem suas questões e TPMs. Mas muita gente que eu conheço vê as coisas dessa forma e também tem uma vida ótima. São pessoas que pensam positivamente e vivem de maneira leve, com um astral legal. E isso independe de classe social, do gênero”. E vai além, revelando que acredita não estar nem perto do ápice da felicidade. Aí seria quando pudesse trabalhar um pouco menos e ler mais, viajar mais, ficar de papo para o ar… Por ora, enquanto essa fase não chega, Fernanda aproveita o ritmo e não fica parada: lista projetos dos restaurantes do Grupo Maní, do qual é sócia ao lado de Helena Rizzo, Daniel Redondo, Pedro Paulo Diniz e Giovana Baggio; prepara vídeos para seu canal do YouTube – o conteúdo vai de aulas de ioga com mais de uma hora de duração a receitas de suco verde.

Só confessa que, diferentemente de antes, não tem mais tanto pique para passar horas jogando vôlei ou andando de bicicleta com o marido e os filhos. “Dá preguiça”, fala. Tudo bem, Fernanda, ninguém é de ferro.

Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000

Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000

Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000

Fernanda Lima mostra na Revista J.P. as razões que a fazem mulher nota 1000

 

FONTE: Uol

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.