Notícia publicada às 12:38:29 - 10/05/2016 e lida: 10100 vezes   
    
  
  
Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista
Um ciclista teria efetuado os disparos.

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista
Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista
Foto: Vilhena Notícias

Por
Redação

Um homem identificado como Jeová Duarte Teixeira, foi morto a tiros no salão onde trabalhava como cabeleireiro, situado na avenida José Gonçalves ou 1808, ao lado da distribuidora de bebidas Ariedo, no bairro Bela Vista em Vilhena.

As informações iniciais obtidas pela reportagem do VILHENA NOTÍCIAS, são de que  a vítima era proprietário do local e foi assassinado por um ciclista que chegou ao comércio e efetuou três disparos. Unidades de Resgate do Corpo de Bombeiros foram ao local, mas a vítima já estava sem sinais vitais. 

A Polícia Militar isolou a área e busca pistas para tentar localizar o autor e descobrir a motivação do crime. 
 

A VÍTIMA

Jeová foi vítima de agressões por parte de uma vizinha, fato este ocorrido no último dia 27 de abril (veja a matéria aqui). De acordo com a ocorrência policial divulgada pelo VILHENA NOTÍCIAS, Jeová estava construindo uma calçada em frente sua residência (mesmo local onde foi morto) quando ocorreu um desentendimento entre ele e a vizinha.

Usando um pedaço de madeira, a agressora chegou a desferir golpes contra Jeová. O caso terminou na delegacia.

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

Cabeleireiro é executado a tiros dentro de salão no Bela Vista

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.