Notícia publicada às 20:31:49 - 28/04/2016 e lida: 2279 vezes   
    
  
  
SEM CONCLUSÃO: Comissão de saúde da ALE visita Hospital Regional mas diz que responsabilidade é do Município
Adjunto da SESAU disse que situação do Hospital Regional é resultado de má gestão.

SEM CONCLUSÃO: Comissão de saúde da ALE visita Hospital Regional mas diz que responsabilidade é do Município
SEM CONCLUSÃO: Comissão de saúde da ALE visita Hospital Regional mas diz que responsabilidade é do Município
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

A comissão de saúde da Assembleia Legislativa - ALE do Estado de Rondônia, composta pelo Secretário Adjunto de Estado da Saúde Luis Eduardo Maiorquim e pelos deputados Dr. Neidson  (PMN) - presidente da comissão de saúde da ALE , Luizinho Goebel (PV), Ronsagela Donadon e Só Na Bença ambos do PMDB além dos Secretários Municipais Adenilson Magalhães da comunicação (representando o prefeito José Luiz Rover),  Adilson Bernardino da saúde e o diretor do Hospital Regional de Vilhena - HRV, Faiçal Ibrahim Akkari participaram de uma coletiva de imprensa na tarde desta quinta-feira, 28 de abril, no auditório da unidade hospitalar.
 
A visita à mais importante unidade hospitalar do Cone Sul do Estado se deu após várias solicitações de deputados e membros da sociedade civil vilhenense, que buscam junto ao Governo do Estado uma solução para o caos que se instalou na saúde pública de Vilhena nos últimos anos. O comunicador Julinho da Rádio chegou a enviar oficios e pedir reuniões com membros do governo para pedir que o Estado assumisse a gestão do HRV, sob a alegação de que o município não teria recursos financeiros para arcar com todas as despesas do hospital que atende não somente cidades do Cone Sul de Rondônia, mas também cidades do Mato Grosso.
 
Fazendo uso da palavra o Secretário Adjunto de Estado da Saúde Luis Eduardo Maiorquim, falou que a SESAU esteve presente em Vilhena em diversas oportunidades, onde foram feitos levantamentos não somente da situação do Hospital Regional, mas também da gestão da Secretaria Municipal de Saúde. Maiorquim também ressaltou, que a SESAU identificou diversas fragilidades e elaborou vários relatórios indicativos de correção, além de atividades transversais junto à ALE solicitando que os deputados destinassem suas emendas para a saúde.
 
O secretário lembrou a importante atuação do deputado Luizinho Goebel que destinou diversas emendas para a aquisição de insumos, medicamentos e a manutenção da rede hospitalar do município de Vilhena, o que segundo ele, deu mais estabilidade à administração municipal. Maiorquim também foi enfático em afirmar que o caos atual da saúde municipal se deu em decorrência de má administração de gestores anteriores. Ele parabenizou o esforço da atual equipe que comanda a saúde municipal em tentar solucionar os problemas, mas frustrou a plateia ao comunicar que o Governo não cogita a possibilidade de colocar sob a responsabilidade do Estado a gestão do Hospital Regional de Vilhena. 
 
Sobre o repasse em atraso há quatro meses da Unidade de Terapia Intensiva - UTI do HRV, Maiorquim disse: "A UTI do Hospital Regional possui dez leitos cadastrados junto ao Ministério da Saúde e ele recebe esse recurso. O Governo do Estado, julgando que esse valor não é suficiente, colocou um adendo [recurso adicional]", enfatizou Mairoquim. Ele alegou que o atraso no repasse do recurso adicional se faz em decorrência de uma fragilidade técnica no convênio entre a Prefeitura e o Governo.
 
Ao final da coletiva Adilson Bernardino, secretário municipal de saúde entregou nas mãos do adjunto da SESAU um relatório apontando todas as carências da saúde pública municipal, para tentar junto ao Governo do Estado a viabilidade de mais recursos para o município. Mairoquim se comprometeu a analisar os documentos e disse que buscará na medida do possível soluções para a saúde pública de Vilhena. 
 
"A SESAU entende que o serviço está descentralizado e hierarquicamente cada um com sua responsabilidade. A SESAU sempre apoiou o município e continuará apoiando, mas entende que a gestão é do município. Nós vamos continuar apoiando para que o município avance na questão de prestação de serviço hospitalar e essa é uma determinação do governador", finalizou Maiorquim.

 

SEM CONCLUSÃO: Comissão de saúde da ALE visita Hospital Regional mas diz que responsabilidade é do Município

\"A SESAU entende que o serviço está descentralizado e hierarquicamente cada um com sua responsabilidade. A SESAU sempre apoiou o município e continuará apoiando, mas entende que a gestão é do município. Nós vamos continuar apoiando para que o município avance na questão de prestação de serviço hospitalar e essa é uma determinação do governador\", finalizou Maiorquim.

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.