Notícia publicada às 12:58:30 - 11/04/2016 e lida: 15912 vezes   
    
  
  
ALERTA MÁXIMO: Morre terceira vítima de possível H1N1 no Hospital Regional
Tio da vítima foi internado hoje, também com suspeita da gripe.

ALERTA MÁXIMO: Morre terceira vítima de possível H1N1 no Hospital Regional
ALERTA MÁXIMO: Morre terceira vítima de possível H1N1 no Hospital Regional
Foto: Reprodução

Por
Kanitar Oberst

Vanessa Jenifer de Souza Nascimento, 20 anos, faleceu na manhã deste domingo, 10 de abril, após passar por 8 dias na UTI do Hospital Regional. Vanessa apresentava sintomas e quadro clínico caracteristicos da gripe H1N1.

Após ser diagnosticada com suspeita da gripe, ela foi transferida para a Unidade Tratamento Intensivo, mas não resistiu à doença. Ela morava no bairro São José e um de seus tios deu entrada no Regional neste domingo, também com suspeita da doença.

De acordo com o diretor do Hospital Regional, Faiçal Akkari, essa é a terceira morte sob suspeita da H1N1, “… enviamos a coleta de sangue para um laboratório especializado e dentro de 15 a 20 dias, serão enviados a nós os resultados, confirmando ou não o H1N1. Mas pode enquanto gostaria de fazer um alerta. Só venham ao Regional com extrema necessidade, pois o vírus é extremamente potente e há grande risco de contaminação”, frisou Faiçal.   

O diretor disse que Vilhena não enfrenta um surto, mas é necessário tomar cuidados, "Justamente para se evitar um surto, estamos tomando cuidados como selecionar as visitas dentro do hospital, e divulgar para que as pessoas evitem o hospital sem necessidade. Infelizmente, outra medida que tomaremos é lacrar a urna funerária durante o velório da Vanessa, para evitar contágios das pessoas que forem se despedir", finalizou o diretor. 

SINTOMAS

Uma pessoa com H1N1 tem sintomas muito parecidos com os da gripe comum: febre alta (acima de 38ºC), calafrios, tosse violenta, falta de ar, dor de garganta, dores muito fortes pelo corpo, falta de apetite, vômitos e diarreia. A única diferença em relação à gripe normal é a intensidade dos sintomas - a gripe H1N1 deixa você bem mais fraco.

Por isso, a recomendação é procurar um médico assim que surgirem os primeiros sinais da doença, o que pode demorar entre 3 e 5 dias após o contágio.

VACINA

A campanha de vacinação contra a gripe acontece todo ano, no final de abril. Por conta da epidemia antecipada deste ano, os postos de saúde já começaram a campanha de vacinação - que vai até o dia 20 de maio. Só que nem todo mundo tem direito à vacina gratuita, apenas pessoas nos grupos de risco: crianças de 6 meses a 5 anos, gestantes, idosos, profissionais da saúde, povos indígenas e pacientes com doenças que comprometam a imunidade. 

É possível pagar pela vacina em clínicas e hospital particulares, os preços variam de 70 a 110 reais.

Em Vilhena a vacina não tem previsão para chegada na rede pública, segundo o diretor do Hospital Regional, pois um grande lote importado da vacina, comprado pelo governo federal, está parado na alfandêga da Receita Federal. 

Faiçal: Só venham ao Hospital Regional em caso de urgência, há risco de contaminação.

 

FONTE: Vilhena Notícias

 

 


 



 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.