Notícia publicada às 10:06:14 - 25/01/2016 e lida: 4140 vezes   
    
  
  
Polícia Civil conclui inquérito sobre morte do motociclista Jefte Douglas
Foi vítima de emboscada.

Polícia Civil conclui inquérito sobre morte do motociclista Jefte Douglas
Polícia Civil conclui inquérito sobre morte do motociclista Jefte Douglas
Foto: Arquivo pessoal

Por
Redação

A Polícia Civil de Vilhena, concluiu o inquérito sobre a morte de Jefte Douglas Gomes da Silva, de 22 anos, morto em um suposto assalto no último dia 6 de janeiro, em frente ao conjunto habitacional União. A motocicleta da vítima foi roubada por dois infratores. O ex-proprietário do veículo, de 29 anos, foi preso. A polícia acredita que o suspeito tenha planejado o crime para reaver o veículo. Um adolescente, de 17 anos, também foi apreendido e confessou ter realizado os disparos contra Jefte. Um terceiro suspeito ainda não foi identificado.

De acordo com a delegada Solângela Guimarães, no dia do crime, a vítima entrou em contato com o ex-proprietário do veículo, para fazer a transferência. O antigo dono pediu para Jefte buscá-lo na casa do irmão, no conjunto habitacional União. Ao chegar próximo do endereço, foi abordado por dois homens em uma motocicleta.

"Ele tinha comprado a moto de um terceiro, mas a moto estava em nome do suspeito. O que a gente conseguiu constatar é que ele (ex-dono) fez uma emboscada para o Jefte. Uma quadra antes de chegar ao endereço, o Jefte foi abordado por dois indivíduos. Eles subtraíram o documento da moto, celular, carteira, documentos pessoais, a motocicleta, e efetuaram quatro disparos”, explica a delegada.

Os criminosos fugiram separados. O veículo roubado foi encontrado próximo à subestação do município, mas o suspeito que conduzia a moto fugiu em direção a uma mata. Policiais ficaram de campana esperando que o suspeito saísse do local ou que fosse resgatado.

Nessa hora, os militares abordaram um carro próximo ao local. O ex-proprietário da moto dirigia o veículo e estava junto com o adolescente. Conforme as investigações, os dois foram buscar o terceiro envolvido, que teria abandonado a motocicleta da vítima.

"Foi lavrado um auto de prisão em flagrante e um auto de apreensão por latrocínio, porque o objetivo deles era subtrair o bem e, para manter esse bem no poder deles, ceifaram a vida do Jefte. A vítima morreu achando que tinha sido vítima de roubo", ressalta a delegada.

À polícia, o adolescente alegou que procurava alguém para roubar, quando viram Jefte com a motocicleta. O ex-proprietário nega qualquer envolvimento com o crime. O inquérito foi relatado ao Ministério Público, mas a Polícia Civil continua investigando o caso, a fim de identificar e prender o terceiro suspeito.

"Os dois já têm passagens pela polícia. Entendemos que o ex-dono foi o autor intelectual do crime, o menor executou e o terceiro participou de forma direta, ao conduzir o veículo. Pelo que tomamos conhecimento, o Jefte era um trabalhador, rapaz de bem e não tinha passagens. Ele, realmente, foi vítima da forma ardilosa como essas pessoas agiram", conclui a delegada.

Além de latrocínio, o ex-proprietário foi indiciado por corrupção de menor.

 

Família


Um familiar, que não quis ter o nome revelado, conta que Jefte tinha adquirido a motocicleta há cerca de oito meses. Ela diz que a vítima trabalhava assentando granito e que nunca teve problemas com a polícia. "Ele era do bem mesmo. Era evangélico, participava do grupo de jovens. Só queremos que eles paguem pelo que fizeram. A justiça dos homens às vezes falha, mas a de Deus nunca. A vida dele valeu uma moto", lamenta.

 

 

 

FONTE: G1

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.