Notícia publicada às 10:03:52 - 19/01/2016 e lida: 2373 vezes   
    
  
  
ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"
Moradores do bairro Embratel pedem solução para precariedade das ruas e avenidas.

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"
ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"
Foto: Renato Spagnol

Por
Renato Spagnol

A situação vivida pelos vilhenenses residentes no bairro Embratel poderia ser tema de música como a famosa "Alagados", da banda Paralamas do Sucesso. Em duas estrofes da música, o compositor dispara "arte de viver da fé / só não se sabe fé em que", é o que evidencia da melhor forma a desesperança dos moradores entrevistados pelo VILHENA NOTÍCIAS.

Residente na Avenida José Roberto Moreira no Embratel, a moradora Alessandra Cecília, procurou a reportagem do VILHENA NOTÍCIAS para denunciar o descaso da administração pública no tocante à manutenção de ruas e avenidas da localidade.

Assim como Cecília, outros moradores também buscam através de veiculação na mídia que a administração municipal tome providências e dê o mínimo de condições de trafegabilidade aos moradores do bairro Embratel.

O senhor Antônio Carlos F. Cardoso, morador do bairro há 15 anos, relatou que o problema vivido pelos residentes se repete a cada ano. “Eu já perdi a vontade de reclamar e a esperança de lutar por melhorias do nosso bairro. Os nossos governantes não fazem nada além de cobrar impostos. E nós, o que podemos fazer além de denunciar?”, comentou e questionou Cardoso.

A denunciante Alessandra Cecília disse à reportagem que após cada chuva a situação das ruas e avenidas se agrava e a dificuldade para sair de casa aumenta cada vez mais. “Todas as ruas do bairro ficam alagadas após as chuvas”, disse Cecília.

Em um “tour” feito pela equipe do site nesta manhã de terça-feira, 19 de janeiro, no Embratel, a reportagem conversou com um morador que possui um imóvel à venda naquela localidade. Funcionário público há 10 anos, ele pediu para não ter sua identidade divulgada, mas relatou: “ Estou tentando vender essa casa há três anos, mas não consigo. A situação da minha rua influência nas vendas, porque ninguém quer morar no meio da lama. O abandono do bairro me prejudica muito, mas não posso fazer nada”, disse o servidor municipal.

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

ALAGADOS: Moradores do bairro Embratel aprenderam a "arte de viver da fé só não se sabe fé em quê"

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.