EcoMassa


      Notícia publicada às 13:37:33 - 23/04/2015 e lida: 3565 vezes   
    
  
  
Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Investigação apontou a cobrança no valor de R$ 40 mil feita a um empresário. Operação já dura 5 meses.

Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Foto: VN

Por
Renato Spagnol

O Auditor Fiscal, Waldemiro Onofre Júnior, foi preso e conduzido para a Delegacia de Polícia Civil de Vilhena, por volta das 12h00, desta quinta-feira, 23 de abril.

De acordo com os delegados Fábio Campos, da regional de Vilhena, e Fernando Oscar Mathias, de Colorado do Oeste, a “Operação Libertas” teve início em novembro de 2014, quando empresários de Colorado denunciaram a cobrança de propina por parte do auditor fiscal. “Há pedidos de propina no valor de R$ 40 mil”, relatou o delegado Fábio Campos.

“O Ministério Público, Delegacia de Polícia Civil de Colorado do Oeste, juntamente com o Núcleo de Inteligência da Polícia Militar, inciaram a operação em novembro de 2014, após denúncias feitas por empresários de que, o auditor fiscal estaria coagindo ou cobrando propina para evitar ou amenizar possíveis autuações e fiscalizações tributárias”, disse o delegado da regional de Vilhena, Dr. Fábio Campos.

Ainda de acordo com o delegado Fábio Campos, vários elementos e indícios apurados no decorrer da operação, levaram à busca e apreensão na Secretaria de Finanças - SEFIN de Vilhena, e na casa do auditor, ocorrida na manhã desta quinta-feira, 23.

Nas instalações da SEFIN, foram apreendidos uma CPU e vários documentos, e na residência do investigado, a polícia apreendeu também uma CPU e uma pasta contendo vários documentos. Um filho do auditor também foi conduzido para a delegacia. De acordo com o delegado, na casa haviam duas armas de fogo sem registros válidos. Ele será ouvido e poderá responder por porte ilegal de arma de fogo.

Uma segunda pessoa está sendo procurada pela polícia, sua identidade ainda não foi revelada, mas informações extraoficiais dão conta que, não se trata de um servidor público. Para a polícia, os indícios apontados na investigação mostram um esquema de corrupção montado na SEFIN, e que as vítimas seriam empresários dos municípios de Colorado do Oeste e Vilhena. O delegado confirmou que denúncias anônimas foram feitas à Delegacia Fazendária de Vilhena.

A Polícia solicita que empresários, que por ventura tenham sofrido qualquer exigência ou coação para pagamento de propina, para evitar possíveis autuações tribuárias, procurem a delegacia para registrarem denúncias.

A prisão preventiva do auditor foi expedida pela comarca de Colorado do Oeste, onde houve os primeiros registros concretos da cobrança de propina por parte do investigado.

Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Auditor sendo levado para o setor de investigação (SEVIC) da Delegacia de Polícia Civil.

Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
CPU apreendida na casa do auditor.

Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Delegados Fábio Campos (esquerda), da regional de Vilhena, e Fernando Oscar Mathias, de Colorado do Oeste, em coletiva de imprensa.

Auditor Fiscal é preso: Indícios são de cobrança de propina em Colorado e Vilhena
Foram realizadas buscas e apreensões nas instalações da SEFIN em Vilhena, e na casa do auditor Fiscal.

 

FONTE: VILHENA NOTÍCIAS

ACESSE GANHE

 

 


 


 

 COMENTÁRIOS
 

ATENÇÃO: Comentários ofensivos e que façam a apologia a crimes serão ocultados. O internauta do VILHENA NOTÍCIAS que se sentir ofendido pode requerer a ocultação do comentário. A Constituição Federal permite a publicação do livre pensamento de qualquer cidadão, desde que não seja de forma anônima, por isso, comentários provenientes de perfis "fake" ou "falsos" podem ser ocultados e bloqueados. Comente, compartilhe sua opinião, mas de forma moderada.